• Zênia Guedes

Como eu venci a esteatose hepática

Há 2 anos fiz uma ultrassonografia de abdome total. Para minha surpresa, fui diagnosticada com esteatose hepática aos 32 anos de idade. Zênia, mas o que é esteatose hepática?

Segundo o Ministério da Saúde, a esteatose hepática, também conhecida como gordura no fígado ou fígado gorduroso, é um problema de saúde que afeta 2 milhões de pessoas anualmente no Brasil. Mais informações, clique aqui.

Fui diagnosticada com esteatose hepática Grau I quando realizei check-up no final de 2017 a partir do resultado da ultrassonografia de abdome total.

Esse resultado me deixou bastante preocupada. Logo, investiguei quais seriam as principais causas [hábitos] a serem combatidas para vencer esse problema. Há 2 causas relacionadas à esteatose hepática: alcóolica e não alcóolica [meu caso].

Se não tratada corretamente, a esteatose hepática pode provocar uma inflamação capaz de evoluir para quadros mais graves de hepatite gordurosa, cirrose hepática, até câncer no fígado.

LEVANTAMENTO DAS CAUSAS

Antes do diagnóstico, consumia muitos carboidratos, especialmente no horário do trabalho. Deixava um pote de jujuba ou bala confete na minha estação de trabalho, além de lanchar bolachas e biscoitos amanteigados e recheados com café doce. E os salgados na lanchonete? No mínimo 3 vezes na semana.

Outras observações:

* Havia comprado o Nutri Ninja Auto IQ da Polishop para fazer os sucos naturais com maior aproveitamento dos nutrientes, inclusive suco DETOX. Substituía esses sucos como refeição pela manhã e à noite. Ao longo do tempo, não observei resultado que pudesse abaixar meu peso e continuava sentindo cansaço, fraqueza e dores de cabeça frequentes.

* Entrei na academia para melhorar condicionamento físico e perda de peso, desde 2012. Como sentia indisposição frequentemente por causa da alimentação e da gordura no fígado, faltava bastante aos treinos e atividades aeróbicas [sem condicionamento]. Então, não obtive êxito ao meu objetivo.

* Há muitos anos deixei de ingerir frituras, como pastéis, batata frita, acarajé e outros salgados processados pela fritura. Fico nauseada apenas pelo cheiro de gordura saturada, indisposta para atividades diárias e azias frequentes. Mesmo sem o consumo diário desses alimentos, não fez eu reduzir os níveis de triglicerídeos, colesterol ruim [LDL] e a esteatose hepática.

Diante dos hábitos alimentares e estilo de vida que eu levava, precisei tomar uma atitude para MUDAR e FOCAR em um plano que pudesse reverter esse quadro. Mas por onde começar, Z?

COMO VENCI O QUADRO DE ESTEATOSE HEPÁTICA

A esteatose hepática é um quadro reversível com mudanças de estilo e hábitos de vida mais saudáveis, migs. Quando decidi MUDAR, foquei basicamente nos hábitos alimentares e atividades físicas ao ar livre e indoor.

ALIMENTAÇÃO

No ALMOÇO, preparo minha marmita para levar ao meu trabalho de 3 a 5 vezes por semana. Geralmente, mudo a proteína para peito de frango em tiras cozido, ovos cozidos e omelete.

Acrescento sempre folhas [alface americana e manteiga], legumes crus ou cozidos [cenoura e beterraba] e uvas-passas pretas ou brancas.

Não acrescento sal ou azeite de oliva na marmita em momento algum, pois me adaptei ao gosto real dos alimentos. Preparo minha marmita no dia que vou consumi-la para não estragar, sabe?!

Em casa é mais difícil de manter a dieta no horário do almoço, porque moro com meus pais. Eles não são tão adeptos a consumirem folhas e legumes no dia a dia.

Pela MANHÃ, consumo apenas um destes alimentos com café sem açúcar: banana amassada com granola ou banana da terra cozida, batata doce vermelha ou branca cozida, queijo minas frescal com orégano derretido, cuscuz ou tapioca [com/sem manteiga ou queijo].

Nos LANCHES: consumo banana, maçã, melão e mamão cortados. Levo as frutas oleaginosas em dose diária [castanha do Pará e de caju, amêndoas, amendoim, uva-passa, damasco e outros] para não exagerar.

Parque de Águas Claras - Distrito Federal

No JANTAR, consumo cuscuz ou tapioca, sem recheio [no máximo manteiga ou queijo].

Abandonei totalmente o café adocicado, sucos industrializados e refrigerantes. Confira as 3 dicas de como eu parei de consumir refrigerantes na minha vida, clique aqui.

Durante minhas VIAGENS, evito comidas pesadas para não voltar acima do peso. Priorizo alimentação saudável fora de casa, porém SEGURA, já que é ruim ter dor de barriga longe de casa, migs.

ATIVIDADE FÍSICA

Vou à academia 3x por semana para fazer musculação, corrida e bike.

Academia [áreas do banheiro e musculação]

2019 foi o ano que precisei me disciplinar mais na academia para alcançar os objetivos de manter a saúde em dia.

Além de estar na academia, resolvi intensificar as atividades aeróbicas ao ar livre. Então, 3 a 4 vezes por semana eu acordo cedo [06 h da manhã] para caminhar na quadra onde moro por cerca de 1 hora, com percurso de 4 a 6 km. Chego ao trabalho mais disposta e com mais energia para realizar as tarefas.

Meu quarto

Se eu for ao mercado ou padaria próximo de casa, vou andando. No trabalho, subo às escadas já que minha estação de trabalho se localiza no 5° andar.

Brasília-Distrito Federal possui vários parques e o conhecido EIXÃO [aberto para atividades no domingo e feriados nacionais], migs.

Parque de Águas Claras - Distrito Federal

De vez em quando vou aos parques, já que faço caminhada na quadra onde moro [economizo gasolina]. Ultimamente, tenho feito atividades ao ar livre com minha irmã gêmea, Vânia Guedes para incentiva-la a ter hábitos saudáveis também.

Parque Olhos D'Água | Brasília - Distrito Federal

RESULTADO

Em 2 anos de mudanças na alimentação e atividade física mais saudáveis, consegui reverter meu quadro de esteatose hepática Grau I.

Repeti o exame em dezembro de 2019 e a gordura não foi visualizada na imagem [ultrassonografia de abdome total].

Obtive resultados incríveis com REDUÇÃO de 3 numerações [46 ao 40], maior DISPOSIÇÃO para realizar atividades e conclusão de metas diárias, e DURMO BEM MELHOR à noite.

Santo Cerrado Risoteria e Café | Chapada dos Veadeiros - Goiás

Também aumentou minha AUTOESTIMA, tanto fisicamente quanto emocionalmente, porque o que planejo realizar no dia, eu consigo finaliza-lo com êxito.

Confesso que o INÍCIO da mudança não foi fácil, migs. Não desisti desse processo de mudança, porque sei que os benefícios compensam MUITO, já que esse problema a médio e longo prazo pode levar à morte.

O que você tem feito para manter sua saúde em dia? Conte-me como você venceu esse problema e vamos ajudar outros amigos também a supera-lo.

Conte-me suas impressões sobre os esforços e resultado alcançado nos comentários aqui embaixo. Compartilhe com suas amigas!

Bjs., Z

Siga-nos nas páginas do Facebook e Instagram.

#esteatosehepatica #lifestyle #zeniaguedes #vidasaudavel

© Copyright  Isso Que é Amiga 2017-2020. Powered by Wix.com!

Brasil | Distrito Federal | Brasília