© Copyright  Isso Que é Amiga 2017-2020. Powered by Wix.com!

Brasil | Distrito Federal | Brasília
  • Zênia Guedes

3 dicas de como parei de consumir refrigerante na minha vida


Você já pensou um dia parar em consumir refrigerantes na sua vida? O que a(o) impede de parar neste momento? Leia a matéria "O que acontece em seu corpo quando você bebe refrigerante?" clique aqui.

Diga-me o que achou desse post e confira abaixo 3 dicas de como eu parei de consumir essas bebidas na minha vida.

Deixei de ingerir refrigerantes há cerca de 3 anos. Mantenho esse propósito à risca pela minha saúde e qualidade de vida.

Na época que estabeleci esse propósito, havia visto várias postagens na internet e na mídia do quão prejudicial esse consumo de alto teor calórico frequente afeta bastante a saúde.

Nas redes, circulavam comparação com cafés, sucos, bolos e outros comestíveis e o refrigerante estava em 1º lugar [impactei]. Veja o post "Redução de açúcar nos refrigerantes pode ter benefícios a longo prazo", clique aqui.

Atualmente, consumo pouquíssimo carboidratos no meu dia a dia. Retirei açúcar nos cafés e seus derivados e sucos industrializados, polpas e naturais [claro!].

Seguem 3 dicas que deram certo para parar o consumo dessas bebidas, migs. Compartilho essas dicas caso deseje o mesmo propósito [que eu] e ainda não sabe como começar.

1 NÃO CORTE O CONSUMO DE REFRIGERANTE DE UMA SÓ VEZ

Não sou adepta a desafios extremos e restrições em curto período, migs, porque sei que voltarei com tudo pós-abstinência do consumo [isso também acontecem em dietas extremas, você sabe].

O consumo de refrigerantes foi gradativamente reduzida por dia, por semana, por mês [até zerar]. O corpo necessita se adaptar com essa restrição aos poucos e, assim, obter sucesso no meu propósito, migs!

2 REDUZA A QUANTIDADE DE REFRIGERANTE CONSUMIDA

Quando defini o propósito de banir o consumo de refrigerantes, comecei a reduzir a quantidade de bebida, mas como migs?

Por exemplo, durante o almoço, consumia 500 mL. Próxima refeição, reduzia para 300 mL e mantinha essa quantidade por um período de 1 mês, sabe. Depois, reduzia para 200 e 100 mL. Assim, adaptava meu corpo com essa redução, sem sofrer.

3 RESTRINJA A QUANTIDADE INGERIDA PARA OS FINS DE SEMANA

Outra estratégia adotada nesse processo foi de consumir essas bebidas apenas nos fins de semana, respeitando a redução gradativa da quantidade, sem sofrer.

Todo esse processo de banir o consumo de açúcares em excesso dessas bebidas na minha vida não foi com intuito de emagrecer, apesar de eu precisar na época, principalmente pela autoestima. Sabia que esse processo seria de médio prazo. O melhor, EU VENCI!

Geneticamente, tenho elevados níveis de triglicerídeos e, associado à má alimentação, os níveis eram alarmantes.

Conheça 10 melhores cafés por Isso Que É Amiga, clique aqui

Depois que parei de ingerir essas bebidas de alto teor calórico, melhorou um pouco. Por isso, adotei essa estratégia de banir o consumo de açúcares também no café, chás e sucos.

Descoberta maravilhosa nesse processo, migs, porque essas bebidas são muito mais saborosas naturalmente. A saúde agradece.

Um brinde à vida saudável

Qual estratégica você adota para manter esse propósito, migs? Conte-me se você alcançou esse propósito e deixe os comentários aqui embaixo

Compartilhe essas dicas com suas amigas.

Bjs., Z.

Siga-nos nas páginas do Facebook e Instagram.

Imagens usadas neste post: Sopro no Coração

#lifestyle