© Copyright  Isso Que é Amiga 2017-2020. Powered by Wix.com!

Brasil | Distrito Federal | Brasília
  • Zênia Guedes

Hidratação ocular com lágrima artificial Fresh Tears


O tempo anda tão mudado, amiga. Moro em Brasília há mais de 12 anos. Os últimos anos têm sido muito atípicos ao ponto de sentirmos muito na pele [literalmente] com a mudança climática e seus efeitos no organismo. A natureza é a grande vítima da ação do homem.

Nunca tive problema com hidratação ocular, até este ano. Diante dessas mudanças, inclui, na rotina de cuidados diários, uso de colírio [lágrima artificial] para hidratar a mucosa dos meus olhos, que me incomoda, inclusive meu humor, com ardência constante.

Para quem não é de Brasília, explico melhor. Entre fim de julho a setembro, nosso inverno é bem [bem] seco. A umidade relativa do ar é abaixo do que é recomendado pela Organização Mundial de Saúde (< 60%). Neste ano, chegamos a 9%, situação de emergência e indicativo de cuidados com muita hidratação e horários de atividades restritos (evitar exercícios entre 10h a 17h).

Além disso, em 2017, ocorreram muitas queimadas, maior registro na história da região. Isso também contribui na má qualidade e baixa umidade do ar. Comprei o colírio Fresh Tears carmelose sódica 0,5% para lubrificação ocular, versão 10 mL na farmácia por R$ 27. Há outra versão, 15 mL, por R$ 42.

Essa solução possui composição semelhante à lágrima artificial. Uso-o duas ou três vezes por dia. O líquido é transparente. Iniciei uso de Fresh Tears da minha mãe para hidratar os olhos. Porém, anteriormente, usava essa solução para aumentar a durabilidade das minhas máscaras de cílios. Resenha de como recuperar as máscaras de cílios ressecadas, aqui.

O que você usa nos olhos para hidrata-los nessa situação, amiga? Conte-me!

Beijos, Z

#olhos #lágrimaartificial